Os diferentes espaços da residência possuem suas características e particularidades que devem ser respeitadas na hora de escolher o piso certo para cada cômodo da casa. É muito importante pensar nas atividades que desenvolvemos em cada local, para deixá-lo o mais funcional e adaptado possível, e isso inclui também planejar o tipo de piso correto para cada cantinho.

Porcelanato Portinari, Coleção SingularPorcelanato Portinari, Coleção Singular. Fonte: Cerâmica Portinari.

É claro que a estética deve ser sempre levada em conta, mas é preciso pensar na funcionalidade. A escolha do piso vai levar muito em conta o que os moradores da casa gostam, mas é preciso conhecer as particularidades de cada tipo de revestimento antes de comprá-los e instalá-los. Alguns revestimentos não são funcionais para determinados ambientes, e podem acabar se degradando com muita facilidade ou causando acidentes.

Quartos, salas e corredores, que são áreas de grande circulação na casa, em que geralmente passamos muito tempo, necessitam de pisos mais resistentes e que cooperem com a decoração, ajudando a criar uma sensação de conforto no cômodo. As cerâmicas, por exemplo, podem ser ótimas para essas áreas, assim como os pisos de madeira. Em locais mais quentes, como é o caso do Brasil, os porcelanatos podem ser uma opção a ser levada em conta, tendo em vista a grande variedade de cores, formatos e texturas que ele oferece, além do preço bastante acessível.

Cerâmica Atlas, Coleção ÁrticoCerâmica Atlas, Coleção Ártico. Fonte: Atlas.

Áreas molhadas da casa, como cozinha, banheiro, lavabo e lavanderia, são locais adequados para receber pisos de ladrilhos hidráulicos e pastilhas, que podem receber uma enorme quantidade de água sem ficarem danificados ou perderem a cor. Outra opção para essas áreas é o porcelanato, por causa de sua durabilidade e versatilidade. No entanto, escolha um piso com antiderrapante para evitar acidentes. Mármores e granitos também são boas opções áreas molhadas, porém tem um alto custo. Além disso, esses revestimentos possuem superfícies muito porosas e precisam ser tratados para não mancharem com o excesso de água. Para a cozinha, dê preferências a pisos que não absorvam gordura, evitando o aparecimento de manchas e aquela aparência de encardido.

Também é preciso escolher o piso certo para a área externa. Como esse é um espaço que está sujeito às intempéries do tempo, como sol intenso e chuvas, seu revestimento precisa ser muito resistente, principalmente para quem utiliza o quintal também como estacionamento. Os pisos cimentícios têm sido muito utilizados em ambientes externos, principalmente porque sua superfície é antiderrapante. Mais uma vez, o porcelanato pode ser uma opção, pois ele tem boa resistência e não risca com facilidade, porém pode ser extremamente escorregadio.

Piso cimentício Castelatto, linha AtérmicaPiso cimentício Castelatto, linha Atérmica. Fonte: Castelatto.

Para o piso da casa não ficar parecendo uma colcha de retalhos, o ideal é que os revestimentos combinem e passem uma sensação de continuidade, mostrando que foram escolhidos com carinho e deixando a residência como um todo com uma aparência harmoniosa. No Brasil, muitas pessoas optam por utilizar o mesmo piso na casa inteira, o que pode tornar a compra do material mais barata. No entanto, nem sempre essa é uma boa opção quando pensamos na funcionalidade do cômodo. Um mesmo tipo de porcelanato pode ser utilizado em todos os cômodos da casa, mas ele precisará receber tratamento antiderrapante para ser instalado nas áreas molhadas, ao passo que, em uma casa for muito fresca, ele pode tornar o ambiente ainda mais frio durante o inverno.

Com todas essas dicas para escolher o piso certo para cada cômodo da casa, é só ir a Itanhangá Pisos e Revestimentos e escolher o que for mais apropriado para o seu projeto de decoração e a funcionalidade de cada cômodo da sua residência.

Comentários

comentários